CineEco 2003

IX Festival Internacional de Cinema e Vídeo de Ambiente da Serra da Estrela

10 de Outubro a 19 de Outubro de 2003

Filmes Premiados

 

JÚRI PROFISSIONAL

Grande Prémio Ambiente 2003 – “Prémio Sociedade de Águas do Zêzere e do Côa” (no valor de 3.740 Euros).
“Le Bien Commun: L’Assault Final” de Carole Poliquin (Canadá)

Prémio “Camacho Costa” - “Prémio Almeida & Figueiredo, Mediadores de Seguros, Lda.” (no valor de 1.245 Euros).
“D. Nieves” de Miguel Gonçalves Mendes (Portugal)

Prémio Especial Lusofonia (no valor de 2.495 Euros).
“O Gotejar da Luz” de Fernando Vendrell (Portugal)

Prémio Educação Ambiental – “Prémio Império Bonança Seguros S.A.”.
(no valor de 1.245 Euros).
“Novos Contos da Floresta” de António Nobre Marques (Portugal)

Prémio Água (no valor de 1.245 Euros).
“L’Acqua Che Non C’é” de Alessandra Speciale (Itália)

Prémio Valorização de Resíduos (no valor de 1.245 Euros).
“Hora de Tecer” de Neide Duarte (Brasil)

Prémio Vida Natural – “Prémio BPI – Banco Português de Investimento”.
(no valor de 1.245 Euros).
“Crime na Arca de Noé” de António Nobre Marques (Portugal)

Prémio Polis (no valor de 1.245 Euros).
“Ambiente em Imagem: Paisagens” de Francisco Manso (Portugal)

Prémio Antropologia Ambiental (no valor de 1.245 Euros).
“A Kalahari Family” de John Marshall (Namíbia)


Menções Honrosas:
“Construir Oceanos” de Patricia Pedrosa (Portugal);
“Deux Ans Après” de Agnes Varda (França);
“Kami No Ko Tachi” de Hiroshi Shinomiya (Japão);
“Nha Fala” de Flora Gomes (Portugal);
“The Cancer Hull” de Igor Prokopenko (Rússia);
“With Beak and Claw” de Krystian Matysek (Polónia);

 

JÚRI DA JUVENTUDE

Grande prémio da juventude:

“KAMI NO KO TACHI – “As Crianças de Deus” de Hiroshi Shinomiya (Japão)

Prémio Especial da juventude:

Obras RTP (Portugal),
“O Crime na Arca de Nóe” de António Nobre Marques;
“Oásis Marinhos” de António Nobre Marques;
“Construir Oceanos” de Patrícia Pedrosa;
“Herança Pesada” de Mário Rui Quaresma

Prémio de Animação:

“THE LITTLE CHAP” de Andrey Tsvetkov, (Polónia)


Prémio de Ficção:

“O Gotejar da Luz” de Fernando Vendrell, (Portugal)

Prémio de Documentário:

“THE FRIENDSHIP VILLAGE” de Michle maison, (Canadá)

Prémio especial da juventude para os direitos humanos:

“LA LOI DE LA JUNGLE: CHRONIQUE D’UNE ZONE DE NON-DROIT : LA GUYANE FRANÇAISE « de Phillipe Lafaix, (França)

 

Menções honrosas:

“Quotidiano da Cidade” de Luís Eduardo Lerina, (Brasil);
“Whit Beak And Claw” de Krystian Matysek, (Polónia);
“L’usine S’ Engage” de Jacques Mitch, (França) ;
“Rua Papa Urbano” – S. JOÃO II” de Lars Westman, (Brasil).

 


JÚRI NÃO PROFISSIONAL

Prémio:
“O Quê?”, de Roberto Roque (Brasil).

Menções Honrosas:

“Rio Bonito”, do Centro de Imagem em Movimento da UTAD e Fundação Calouste Gulbenkian, (Portugal);
“O Grito dos Mortos”, de Pedro Azevedo, (Portugal)

Empresa Municipal de Cultura e Recreio Seia - Município de Seia - Ministério da Cultura - ICAM