Centro Cultural da Malaposta recebe extensão do CineEco 2011
Em Novembro, o Centro Cultural da Malaposta recebe a primeira extensão do CineEco 2011. O programa apresenta dois dos filmes distinguidos no Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.
No dia 9 de Novembro pelas 21h30 será exibido o documentário O Tempo das Graças de Dominique Marchais, vencedor do Grande Prémio Ambiente, uma investigação documental sobre o mundo da agricultura francesa nos dias de hoje, vista através de vários testemunhos: agricultores, pesquisadores, funcionários do governo, escritores.
Angst de Graça Castanheira, premiado com uma Menção Honrosa do Grande Prémio Ambiente e o Prémio da Juventude Universidade Lusófona, será apresentado no dia 25 de Novembro às 21h30. Neste filme, Graça Castanheira parte de um relato íntimo e pessoal para reflectir sobre o estado actual da humanidade, investigando as razões pelas quais os humanos não foram ainda capazes de afirmar a sua superioridade, praticando um desenvolvimento equilibrado e sustentável.
27/10/2011

 

O Tempo das Graças é o grande vencedor do CineEco
O documentário francês “O Tempo das Graças” (Le temps des graces), de Dominique Marchais, ganhou o Grande Prémio Ambiente do CineEco 2011.


Este e os restantes vencedores do CineEco foram anunciados no passado dia 15, na Casa Municipal da Cultura de Seia. A noite terminou com um concerto totalmente esgotado dos Deolinda, encerrando assim a 17ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela que, pela primeira vez, foi co-produzido pela Zero em Comportamento (organizadora do IndieLisboa).

Conheça aqui o palmarés completo do CineEco 2011.

GRANDE PRÉMIO AMBIENTE (no valor de 2.500 €, é patrocinado pela Câmara Municipal de Seia e foi atribuído à longa metragem considerada a melhor entre todas as presentes na Competição Internacional): “Le temps des grâces (O Tempo das Graças)”, de Dominique Marchais (França)
Prémio Especial do Júri: “Under Control (Sob Controlo)”, de Volker Sattel (Alemanha)
Menção Honrosa: “Angst”, de Graça Castanheira (Portugal)

PRÉMIO COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS (no valor de 1.250 €, é patrocinado pelo Programa Gulbenkian Ambiente e foi atribuído à curta metragem considerada a melhor entre todas as presentes na Competição Internacional): “Un monde pour soi (Um Mundo para Si)”, de Yann Sinic (França)
Menção Honrosa: “Casus Belli”, de Yorgos Zois (Grécia)

PRÉMIO ANTROPOLOGIA AMBIENTAL (sem valor pecuniário, foi atribuído à obra da Competição Internacional que melhor aborda a temática da antropologia ambiental): “Cities on Speed: Bogota Change (Cidades Aceleradas: Bogotá em Mudança)”, de Andreas M. Dalsgaard (Dinamarca)
Menção Honrosa: “Unfinished Italy (Itália Inacabada)”, de Benoit Felici (Itália)

PRÉMIO CAMACHO COSTA (no valor de 1.500 €, é patrocinado pela Liberty Seguros e foi atribuído ao filme considerado o melhor da Competição Lusófona): “Muito Além”, de Mário Gomes (Portugal / Alemanha)
Menção Honrosa: “Como as Serras Crescem”, de Maria João Soares (Portugal)

PRÉMIO EDUCAÇÃO AMBIENTAL CIÊNCIA VIVA (no valor de 1.500 €, é patrocinado pela Ciência Viva e distinguiu a obra da Competição Internacional que, do ponto de vista didáctico-científico, melhor aborda a temática da educação ambiental): “My Favourite Supermarket (O Meu Supermercado Favorito)”, de Ling Lee (Reino Unido)
Menção Honrosa: "Cities on Speed: Bogota Change (Cidades Aceleradas: Bogotá em Mudança)”, de Andreas M. Dalsgaard (Dinamarca)

PRÉMIO DA JUVENTUDE UNIVERSIDADE LUSÓFONA (sem valor pecuniário, foi atribuído à obra da Competição Internacional que melhor reflecte os interesses e preocupações ambientais dos jovens): “Angst”, de Graça Castanheira (Portugal)
Menção Honrosa: “Un monde pour soi (Um Mundo para Si)”, de Yann Sinic (França)

PRÉMIO DO PÚBLICO ENDESA (no valor de 1.500 €, é patrocinado pela Endesa. Foi votado por todos os espectadores das longas e curtas metragens da Competição Internacional, Competição Lusófona e secção Guerrilha Verde, e atribuído ao filme que obteve a pontuação mais alta): “Eco Ninja”, curta metragem de Jonathan Browning (EUA)
17/10/2011

 

Workshop de Eco-condução no CineEco
O Parceiro para a Mobilidade Sustentável do CineEco vai realizar um workshop sobre eco-condução.


A eco-condução consiste na adopção de hábitos de condução eficientes que permitem reduzir o consumo de combustível, os impactes ambientais negativos e também a sinistralidade rodoviária. Se adoptarmos simples gestos na condução de um automóvel, tiramos maior partido das suas capacidades tecnológica, optimizamos os consumos, reduzimos custos, evita-se a emissão de gases com efeito de estufa e poluentes atmosféricos locais, e promovemos uma maior segurança rodoviária.

Neste workshop, os participantes irão aprender técnicas específicas de eco-condução, compreendendo o motivo e a forma como cada uma dessas técnicas funciona. Terão, ainda, oportunidade de esclarecer alguns dos mitos ligados à condução de um automóvel.

Venham participar neste workshop no próximo sábado, dia 15 de Outubro, às 15h30, no CISE - Centro de Interpretação da Serra da Estrela.
10/10/2011

 

Apresentação "O Mundo Não é um Cinzeiro"

A Universidade Lusófona vai apresentar no CineEco, na próxima quinta-feira, dia 13 de Outubro, o Programa de Empreendedorismo Verde (PEV) e o Projecto das Beatas - "O Mundo Não é Um Cinzeiro" - nas suas componentes científica, tecnológica, pedagógica e de educação e sensibilização ambiental. A apresentação abordará todos os processos deste projecto, explicando os estudos de ecotoxicidade das beatas que estão a ser realizadas nos laboratórios da universidade e o sistema de recolha separativa que está a ser feito no Campus da Lusófona em Lisboa.

O Programa de Empreendorismo Verde está a ser desenvolvido no âmbito do Protocolo celebrado em 2007 entre a Universidade Lusófona e a Universidade da Califórnia, desde o início de Junho de 2010. A missão é a de estabelecer na Universidade Lusófona um programa interdisciplinar, de médio/longo prazo, destinado a servir de plataforma para o desenvolvimento de projectos inovadores na área do Ambiente.

Venha saber mais sobre este projecto no próximo dia 13, às 17h00, no Auditório da Casa Municipal da Cultura de Seia.
10/10/2011

 

Nissan é carro oficial do CineEco Seia

O CineEco vai andar de carro eléctrico com a parceria da Nissan. De forma a tornar o festival ainda mais sustentável, o CineEco e a Nissan associam-se para promover o uso de carros eléctricos, dando a conhecer as suas vantagens junto do público do festival.

Esta é uma acção que pretende sensibilizar os utilizadores para um futuro mais sustentável. Nesta perspectiva, vai ser colocado um stand com um Nissan Leaf, veículo 100% eléctrico, eleito Carro do Ano 2011, para exposição durante todo o festival. Durante quatro dias - 8, 9, 14 e 15 de Outubro – os convidados do festival e o público em geral terão a oportunidade de marcar e realizar um test drive e aprender mais sobre a tecnologia avançada do veículo e as suas características inovadoras.

O Nissan LEAF é alimentado por baterias de iões de lítio compactas, que geram energia suficiente para percorrer 175 km com a bateria totalmente carregada. Os 280 Nm de binário do motor eléctrico garantem uma excelente resposta que, associados à ausência de ruído, garantem uma experiência de condução verdadeiramente única.

Para mais informações visite o site oficial em www.nissan.pt/leaf

Marcação de test drive Nissan Leaf a partir de dia 4 de Outubro
Test drive nos dias 8, 9, 14 e 15 de Outubro das 15 às 21 horas
Duração: 30 minutos / Até 4 pessoas
Apresentação da carta da condução do condutor obrigatória

Inscrições no Guest Office | Casa Municipal da Cultura de Seia
De 4 a 15 de Outubro, entre as 12 e as 20 horas
Ou por email: guest@cineecoseia.org
04/10/2011

 

Tertúlia-debate “Verdes São os Territórios do Interior”

Na sexta-feira, dia 14 de Outubro, o Parceiro do CineEco para o Baixo Carbono, CAOS – Borboletas e Sustentabilidade (empresa de consultoria e formação especializada em ambiente, alterações climáticas e no desenvolvimento baixo carbono) vai promover uma tertúlia-debate com o tema “Verdes São os Territórios do Interior”.

Esta tertúlia-debate enquadra-se num projecto mais vasto - o ECO2Seia – que, através de um conjunto de iniciativas, pretende sensibilizar os cidadãos e agentes económicos da região para a importância da eficiência. O principal objectivo é dar a conhecer a um público abrangente argumentos que demonstrem que a criação de riqueza nos territórios do interior passa pelo ambiente, pelo baixo carbono e por uma aposta na sustentabilidade.

Para fazer de Seia uma cidade referência em termos ambientais, a Câmara Municipal aderiu ao Pacto dos Autarcas em 2010, cujo objectivo é implementar as melhores práticas no domínio das energias sustentáveis no concelho, e encontra-se actualmente a elaborar o seu Plano de Acção para a Energia Sustentável, de modo a definir a sua meta de redução para 2020.

O debate conta com a presença de Carlos Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal de Seia, Nuno Lacasta, Director do CECAC– Comité Executivo da Comissão para as Alterações Climáticas, José Manuel Palma, Professor na Universidade de Lisboa e Helena Freitas, Vice-Reitora da Universidade de Coimbra. A moderação está a cargo de Carla Castelo, jornalista da SIC, especialista em ambiente.

Todos podem juntar-se a esta tertúlia-debate no dia 14 de Outubro, às 18h00, no Espaço Internet da Casa Municipal da Cultura.
03/10/2011

 

Deolinda actuam na Cerimónia de Encerramento do CineEco

The Crow e o filme-concerto para crianças Uma Floresta Animada, pelos Space Ensemble, compõem a programação musical da 17ª edição do CineEco Seia que encerra com a actuação dos Deolinda na Casa Municipal da Cultura de Seia.

O projecto The Crow, constituído por um quarteto de cordas e uma bateria, fará as honras de abertura do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela no dia 8 de Outubro pelas 21h45. Os The Crow interpretam versões de músicas de U2, Muse, Guns n’ Roses, Rolling Stones, The Doors, Red Hot Chilli Peppers, Coldplay e Madonna, entre outros, e alguns originais, procurando explorar o potencial electro-acústico destes temas.

O filme-concerto “Uma Floresta Animada”, da formação Space Ensemble, será apresentado no dia 13 às 15h00. Destinada ao público escolar, esta iniciativa conjuga curtas metragens de animação finlandesas com música tocada ao vivo por instrumentos como harpa, piano e saxofone, em harmonia com outros menos convencionais como balões e um serrote. O espectáculo, resultante uma parceria entre os Space Ensemble, a Embaixada da Finlândia em Lisboa e o Finnish Film Contact (instituição de apoio à divulgação da cinematografia finlandesa), pretende estimular a imaginação e criatividade das crianças.

No último dia do CineEco, 15 de Outubro pelas 21h45, a cerimónia de entrega de prémios encerra com um concerto dos Deolinda. Ana Bacalhau (voz), Luís José Martins (guitarra), Pedro da Silva Martins (guitarra) e José Pedro Leitão (contrabaixo) dão vida ao projecto Deolinda que, apesar de ter inspirado no fado, não usa guitarra portuguesa, nem é sisudo ou fatalista. Num concerto dos Deolinda dança-se e canta-se, ao som da voz harmoniosa de Ana Bacalhau.

Os Deolinda lançaram em Abril de 2008 o seu primeiro álbum, Canção ao Lado, que foi dupla-platina. O segundo e mais recente disco, "Dois Selos e Um Carimbo", lançado em 2010, entrou directamente para nº 1 do top de vendas português e recebeu o galardão de platina em Novembro desse ano.

Os Deolinda ganharam o Globo de Ouro na categoria de "Melhor Revelação do Ano" em 2009 e na categoria de "Melhor Grupo" em 2011. Venceram também o Prémio Amália Rodrigues na categoria de "Música Popular".

Os bilhetes para os concertos de abertura e encerramento estão à venda na Casa Municipal da Cultura de Seia (local que irá acolher a programação musical do CineEco) e custam, respectivamente, 3,5 € e 6 € (desconto de 50% para detentores do Cartão Municipal).
02/09/2011

 

Ciclo CineEco/Fnac em Outubro

Outubro é o mês do CineEco. Do dia 8 ao dia 15, em Seia, vão ser exibidos 73 filmes que abordam várias questões relacionadas com a temática ambiental. Na semana antes, de 1 a 7 de Outubro, o CineEco apresenta, com o apoio da FNAC e em colaboração com a Zon Lusomundo Audiovisuais, a PRIS, a Castello Lopes Multimedia e a GoodPlanet, um ciclo de cinema inserido no espírito do festival.

As lojas Fnac de Viseu, NorteShopping, Santa Catarina, Colombo e Vasco da Gama vão exibir durante essa semana cinco filmes: The Cove - A Baía da Vergonha de Louie Psihoyos, Ponyo à Beira Mar de Hayao Miyazaki, Home: O Mundo É a Nossa Casa de Yann Arthus-Bertrand, Uma Verdade Inconveniente de Davis Guggenheim e A Estrada de John Hillcoat.

Consulte aqui os horários das sessões para cada uma das lojas Fnac.

Premiado no Sundance Film Festival o documentário The Cove - A Baía da Vergonha conta-nos como Richard O’Barry, antigo treinador de golfinhos, o realizador Louie Psihoyos e uma equipa de activistas, cineastas e mergulhadores de elite embarcam numa missão no Japão para trazer para o conhecimento público uma terrível realidade: a matança de golfinhos em Taiji, onde aproximadamente 23 mil golfinhos são mortos anualmente.

Ponyo à Beira Mar, a fantástica animação de Hayao Miyazaki conta-nos a história do pequeno Sosuke que, certa manhã, enquanto brinca na praia, encontra um peixe vermelho preso num frasco de doce. Sosuke liberta o peixinho do frasco, a quem dá o nome de Ponyo, e promete protegê-lo para sempre. Mas o pai de Ponyo, um feiticeiro que vive no fundo do mar, força o pequeno peixe a regressar às profundezas.

Yann Arthus-Bertrand leva-nos numa viagem original à volta da Terra, para que possamos contemplá-la e entendê-la. Home: O Mundo É a Nossa Casa vai ajudar-nos a perceber a nossa relação com o nosso planeta. Serão revelados, em simultâneo, as preciosidades que ele nos oferece e as marcas que deixamos, com um único objectivo: encorajar-nos a proteger o mundo.

No documentário de Davis Guggenheim, Uma Verdade Inconveniente, o ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore apresenta uma análise da questão do aquecimento global, mostrando os mitos e equívocos existentes em torno do tema e também possíveis saídas para que o planeta não passe por uma catástrofe climática nas próximas décadas.

Após uma terrível catástrofe que arrasou todo o planeta, um pai e um filho tentam sobreviver à destruição. Tal como milhares de sobreviventes, perderam tudo o que tinham, fazendo um percurso sem rumo pela América, por uma estrada seca e árida onde apenas encontram miséria e sofrimento humano. A Estrada de John Hillcoat é baseado no romance de Cormac McCarthy.

A revista com a programação completa do CineEco estará disponível brevemente nas lojas Fnac de Viseu e de Coimbra.

Na imagem: The Cove - A Baía da Vergonha de Louie Psihoyos
23/09/2011

 

CineEco: 73 filmes e diversas iniciativas de 8 a 15 de Outubro

Já foram anunciadas todas as novidades relativas à 17ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.

Na programação de filmes, o grande destaque vai para a nova secção, Guerrilha Verde, uma secção que pretende agitar consciências para causas ambientais com uma relação directa com a vida quotidiana. Nesta secção serão exibidos filmes que, de forma divertida e provocatória, mostram como os pequenos gestos ecológicos de todos podem fazer a diferença para o planeta.

Outra dos destaques vai para um reforço da secção infantil, Panorama Infantil, composta por filmes dedicados aos mais novos, com sessões vocacionadas para escolas e famílias, que vai exibir curtas e longas metragens divertidas e didácticas. Nas sessões especiais serão exibidos filmes que integram a comemoração do Ano Internacional das Florestas e outros documentários.

Aqui pode consultar a programação completa do CineEco.

A par dos filmes, o CineEco prevê um conjunto de actividades paralelas. Para além dos concertos já anunciados na abertura com The Crow, no encerramento com Aurea e ainda o filme-concerto “Uma floresta animada” dos Space Ensemble, dia 13 de Outubro, vão decorrer muitas outras actividades.

No dia 14 vai realizar-se a Tertúlia-Debate ECO2Seia “Verdes são os territórios do interior”, que pretende sensibilizar os cidadãos e agentes económicos da região para a importância da eficiência. Está inserido no projecto ECO2Seia e conta com a organização do nosso Parceiro para o Baixo Carbono CAOS (saiba mais aqui).

Dia 15 de Outubro, o Parceiro para a Mobilidade Sustentável OCCAM vai promover um workshop de Eco-condução, onde vão ser debatidos hábitos de condução eficientes que permitem reduzir o consumo de combustível, os impactes ambientais negativos e também a sinistralidade rodoviária (saiba mais aqui).

Haverá ainda o ciclo “A Lente e a Mente” de 10 a 14 de Outubro, que propõe uma abordagem a um conjunto de filmes através do olhar da psiquiatria (saiba mais aqui).

Durante o festival, o público poderá visitar várias exposições de fotografia: “Fogo e ferro forjado” de Mário Jorge Branquinho, “A Serra da Estrela a três dimensões” e “Invertebrados da Serra da Estrela”. Estará também patente a exposição de pintura a óleo “Num olhar” de Rui Cristino da Silva (saiba mais sobre as exposições aqui).
21/09/2011

 

Endesa associa-se ao Festival CineEco

A Endesa, empresa líder do sector eléctrico espanhol, a maior multinacional privada do sector na América Latina, e segundo operador no mercado eléctrico português, apoia a realização da 17ª edição do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela na qualidade de Parceiro Principal.

O apoio da empresa será utilizado na produção do festival, estando incluída a associação a actividades diversas do CineEco e o patrocínio do Prémio do Público no valor de 1.500 €. Esta distinção, novidade deste ano, é atribuída em função da votação feita pelo público nos filmes das secções Competição Internacional, Competição Lusófona e Guerrilha Verde.

A actividade da Endesa pauta-se por princípios de sustentabilidade e defesa da saúde, segurança e meio ambiente. Apesar da prevalência do sector eléctrico, actua também nas áreas do gás, co-geração (processo simultâneo de produção e utilização de energia eléctrica e térmica com utilização eficiente da respectiva fonte) e energias renováveis através da Enel Green Power. A Endesa está presente em 10 países, conta com mais de 26.000 pessoas nos seus quadros, tem um total de 24,6 milhões de clientes e capacidade de produção de uma potência instalada de 38.407 MW.

Exemplo do trabalho desenvolvido em Portugal é a construção da barragem de Girabolhos. Este projecto hídrico é o segundo maior projecto do Plano Nacional de Barragens do Governo português e um dos cinco maiores do país. Terá uma potência instalada de 400 MW. O projecto vai abranger os concelhos de Seia, Gouveia, Mangualde e Nelas, apresentando uma estimativa de criação de 5.000 postos de trabalho (directos e indirectos) entre 2009 e 2015.

A associação ao CineEco, único festival de cinema ambiental organizado em Portugal, numa zona geográfica em que a Endesa se encontra presente, permite-lhe reforçar o desenvolvimento socioeconómico da região cumprindo os seus objectivos de sustentabilidade em matéria de recursos naturais, económicos e sociais.
21/09/2011

 

CineEco apresenta a sua programação
Na próxima quarta-feira, 21 de Setembro, o CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela irá realizar uma conferência de imprensa onde divulgará a programação da sua 17ª edição.
Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal de Seia, e Rui Pereira, Director Executivo do festival, irão estar presentes nesta iniciativa que dará a conhecer os filmes seleccionados e as actividades paralelas realizadas no âmbito do CineEco.
O CineEco tem como principal objectivo a divulgação de valores naturais e ecológicos, através do cinema e actividades culturais, abordando temáticas tão actuais como as da biodiversidade, sustentabilidade, energias renováveis, requalificação urbana, alimentação biológica ou compromissos ambientais, sempre numa perspectiva abrangente.
O festival pretende dar a descobrir um conjunto de cerca de 70 longas e curtas metragens, repartidas entre várias secções: Competição Internacional, Competição Lusófona, Guerrilha Verde, Panorama, Sessões especiais e haverá ainda um ciclo dedicado ao Ano Internacional da Floresta.
A 17ª edição do CineEco decorre entre 8 e 15 de Outubro, na Casa Municipal da Cultura de Seia e no CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela.
19/09/2011

 

Rumo à sustentabilidade
A Occam, empresa de consultoria e formação especializada nas áreas dos Transportes, da Energia e do Ambiente é o Parceiro para a Mobilidade Sustentável do CineEco Seia 2011.
No âmbito desta parceria, será disponibilizado um conjunto de soluções para reduzir o impacte negativo da mobilidade induzida pelo festival, promovendo modos de deslocação mais ecológicos. Assim, a Occam irá preparar um plano de deslocações para que os espectadores do festival conheçam as várias alternativas de acesso ao local do evento. A consultora irá também apoiar a implementação de um sistema de carpooling e facultar dicas de eco-condução (que serão divulgadas na página Facebook do festival) de forma a optimizar o consumo de energia das viagens em automóvel.
A Occam irá ainda assegurar a realização de um workshop de eco-condução no último fim-de-semana do festival. Desta forma, os espectadores do CineEco Seia terão a oportunidade de aprender a conduzir rumo à sustentabilidade.
Criada em 2007, a Occam tem vindo a contribuir para a promoção da sustentabilidade da Mobilidade, oferecendo serviços de formação e cooperando no desenvolvimento de projectos na área da eficiência energética e ambiental dos transportes.
29/08/2011

 

Objectivo: Baixo Carbono
A CAOS - Borboletas e Sustentabilidade, empresa de consultoria e formação especializada em ambiente, alterações climáticas e no desenvolvimento baixo carbono associa-se à 17ª edição do Festival CineEco Seia. Com o objectivo “Baixo Carbono” em mente, a Caos organiza em conjunto com o festival a tertúlia-debate ECO2SEIA sob o tema “Verdes são os Territórios do Interior”.
Esta iniciativa irá contar com presença de personalidades ligadas ao ambiente e tem por intuito demonstrar que o futuro dos territórios do interior terá de passar necessariamente pelo baixo carbono e pela sustentabilidade.
O Parceiro para o Baixo Carbono do CineEco irá ainda disponibilizar alguma informação sobre ambiente e cinema – a ser divulgada na página do Facebook do festival – e calcular a pegada de carbono resultante da realização desta iniciativa.
A Caos defende que gerir os recursos e o ambiente é imprescindível para alcançar o desenvolvimento económico e promover a coesão social, trabalhando com os seus parceiros no sentido de implementar práticas sustentáveis rumo ao baixo carbono.
26/08/2011

 

Universidade Lusófona apoia o Festival CineEco Seia
A Universidade Lusófona associa-se à 17ª edição do CineEco através de diversas acções a realizar durante o festival e patrocina o Prémio Serra da Estrela, que será atribuído à obra produzida na região que melhor promova as temáticas ambientais locais. A instituição será representada no CineEco por um dos membros do Júri Educação Ambiental.
A apresentação de um workshop de cinema, a realização de uma acção de formação sobre ambiente e uma demonstração da tecnologia para reciclagem de beatas de cigarro, associadas à deslocação de um carro de exteriores da Universidade, irão marcar a presença da Lusófona durante o festival.
Os seus alunos irão também assegurar a cobertura audiovisual e edição do respectivo material em eventos do festival.
O projeto educativo da Universidade Lusófona teve a sua origem na década de 80 e ao longo dos últimos anos a Universidade tem-se vindo a afirmar nas mais variadas áreas do conhecimento, com destaque para o ensino do cinema e do multimédia mas também do ambiente. A Universidade Lusófona possui uma vasta oferta em cursos de ensino superior em diversas áreas de conhecimento e ministra actualmente cursos de licenciatura em mestrado nas áreas do audiovisual e da Engenharia do Ambiente, quer na Universidade Lusófona em Lisboa, quer na Universidade Lusófona do Porto.
25/08/2011

 

CineEco, único festival de cinema de temática ambiental no país
Organizado pela Câmara e pela Empresa Municipal de Cultura e Recreio de Seia, em co-produção com a associação Zero em Comportamento, o CineEco tem como principal objectivo a divulgação, através do cinema e actividades culturais, de valores naturais e ecológicos, numa perspectiva abrangente. Membro fundador da Associação de Festivais de Cinema de Meio Ambiente (EFFN – Environmental Film Festival Network), o CineEco dá a descobrir um conjunto de cerca de 60 longas e curtas metragens, repartidas em várias secções do festival.

O objectivo do festival é oferecer ao público e aos seus parceiros um local de convívio, sensibilização e debate sobre as temáticas ambientais. Contando com a presença de convidados portugueses e internacionais das mais diversas áreas (cinema, ambiente, arte, ciência e cultura), o CineEco é uma referência e experiência única no panorama cultural do país. A 17ª edição do CineEco decorre entre 8 e 15 de Outubro, na Casa Municipal da Cultura de Seia e no CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela.
05/08/2011